Quarta-feira, 11 de Agosto de 2010
L´Affaire Farewell

 

Filme: O Caso Farewell

Realizador: Christian Carion

 

Ora boas noites, meus caros leitores!

 

Começo por dizer que gostei muito do filme. Aliás, eu já tinha dito aos meus caros amigos que desde muito novo que adoro filmes de espionagem, e que sou do tempo da Grande Guerra e depois da Guerra Fria. Houve muitos filmes sobre a Guerra Fria, era um tema muito falado e muito explorado e badalado na Sétima arte.

 

Este filme trata de um caso verídico e que é um caso impressionante. Está muito bem contada a história - não a posso descrever para não estragar a vossa surpresa - mas digo simplesmente que está muito bem feito, muito bem realizado.

 

O filme passa-se na Rússia, e para mim foi interessante ver Moscovo porque (eu sei que me repito, desculpem!) estive lá durante a época do Comunismo, porque foi na altura em que o Marcelo Caetano permitiu que alguns portugueses fizessem turismo na Rússia. Foi uma excursão que partia de Paris (não era permitido ir directamente daqui) num auto pullman. Tinha muito interesse em conhecer a Rússia.

 

Vi os museus, os palácios, a arte no Hermitage, a música maravilhosa, os bailados. Tudo isso nós vimos. Fomos ao Bolshoi, estive na ópera de S. Petersburgo (na altura era Leningrado) e não quero mentir, mas creio que cheguei a ver o Rudolf Nereiev em Moscovo, que depois emigrou.

 

Nada de mau se pode dizer sobre a arte russa. O Hermitage, embora mal tratado naquela época (penso que agora já está melhor) foi uma visita marcante. Outra coisa fantástica na Rússia era o Metro de Moscovo, que era muito luxuoso. Tinha muitas estações e era tão bonito que até tinha salas de espera com lustres e cadeirões para que as pessoas aguardassem. Parecia um palácio subterrâneo - tinha muita fama e foi algo que nos "impingiram" logo na visita.

 

Em relação ao filme: mostra muito bem o que era Moscovo na altura. Trânsito reduzido, ambiente pobre e triste. O povo parecia muito triste, mas é possível que tenha a ver com a forma de ser deles. São muito fechados, algo retraídos, parece-me, mas pareciam subjugados. Gostava de visitar para conhecer o contraste entre a nova Rússia, capitalista, e a Rússia comunista da altura. Também há o contra do capitalismo.

 

De qualquer forma, já desviei o assunto outra vez… O filme fez-me recordar Moscovo. Achei o filme em si muito bem feito, bem interpretado, e embora não conheça bem os actores, mas são caras que já vi (perdoem a minha memória que já não é o que era). Gostei imenso do filme.

 

João Manuel Serra (0-5) - 4 estrelas

Filipe Melo - Belo filme de espionagem. O Kusturica parte a louça como actor.

Tiago Carvalho - Férias



publicado por senhordoadeus às 23:11
link do post | partilhar | ver no SAPO Cinema

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O Senhor do Adeus - Rubrica de Cinema
Todos os Domingos, pelas 20.30, no cinema El Corte Inglês, João Manuel Serra (o famoso "Senhor do Adeus") vai ao cinema com Filipe Melo e com Tiago Carvalho. Este Blog serve para documentar as opiniões e observações de João Serra sobre os filmes e sobre a vida. Os comentários deixados no blog durante a semana serão lidos ao João Serra no Domingo seguinte.
O Senhor do Adeus
críticas recentes

Adeus!

Hail, Caeser!

Trumbo

Quarto

Deadpool

Carol

pesquisar
 
últ. comentários
I have my own business order mysoline (http://www....
Is it convenient to talk at the moment? naprelan 7...
this is be cool 8) generic primidone (http://www.l...
arquivos

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Junho 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

mais comentados
tags

todas as tags

links
blogs SAPO
RSS